Chuvosa Xangai

Pegar o trem bala que sai de Beijing e chegar em Xangai em pouco mais de 4 horas é muito conveniente, quase um luxo (com preço melhores do que os vôos), sem falar da animação de pegar um trem bala pela primeira vez! São quase 1000km percorridos a mais de 300km/h! Viajar de avião as vezes pode parecer mais prático a princípio, quando você considera só a horas de vôo, mas se levar em conta as horas de lobby, filas de check-in e raio-x, elas não batem o fato de as estações de trem estarem sempre mais próximas aos centros urbanos, e você poder chegar 30 minutos antes da saída do trem, o que é muito prático. E quando é prático e rápido, não existem questionamentos para nós, é lá que vamos! De qualquer maneira, temos que admitir que a gente curte muito viajar de ônibus, trem, carro, "estradão". Já viajamos longas distâncias de carro inúmeras vezes, de carona e muito de ônibus... muito mesmo! 

Chegamos em Xangai debaixo de uma baita chuva. Estávamos precisando nos livrar da fuligem que havia adoecido nossos narizes e garganta, e deixado os nosso poros e roupas com um cheiro cinza e textura esfumaçada sem explicação. Beijing tem disso... Mesmo com todos os poréns, voltaríamos a qualquer chamado! Foram dias desconfortáveis e felizes, de muita reflexão. É um cidade que te põe pra pensar constantemente. Beijing intriga e não dá paz.

Que chique a China! Lavanderia Chinesa no nosso quartinho em Xangai...

Que chique a China! Lavanderia Chinesa no nosso quartinho em Xangai...

Sempre que vamos para o nosso próximo destino fazemos uma checagem rápida de lugares possíveis para nos hospedar, Airbnb, Couch Surfing, hostel, etc, a começar pelos bairros de melhor acesso para as atrações de nosso interesse, e escolhemos onde ficar principalmente baseado no "custo baixo" e "benefício alto" - mas quando a gente chega e se apresenta no lugar, descobre que nem sempre essas coisas andam juntas 😂

Dizem as más línguas que nem em Pequim se faz um pato tão bom como o de Xangai!

Dizem as más línguas que nem em Pequim se faz um pato tão bom como o de Xangai!

Assim que fomos informados o número do nosso quarto no Shanghai Old West Gate International Youth Hostel, soubemos que só teríamos água depois das 9 da noite, e ainda eram 2 da tarde!!! E é assim mesmo que os imprevistos acontecem, e não adianta querer ser realeza nessas horas! Todos os outros hóspedes também "entubaram"! Sem água na "nossa casa nova", saímos pela chuva mesmo, passear à pé, afinal para alguma coisa a boa localização do hostel tinha que servir... Os desdobramentos deste dia molhado foram maravilhosos, karma bom, como se o destino já tivesse se encarregado do desfecho, um super pato à Pequim!

No dia seguinte, São Pedro havia avisado que ia chover mais e fazer mais frio 😣 Planejamos passear a pé mesmo assim, mas dessa vez de guarda-chuva. Acordamos e andamos ali pelo nosso bairro para encontrar um macarrão noodle feito ao vivo na nossa frente, servido com beef, ovos, cebolinha num caldinho muito saboroso de carne. Estava maravilhoso. A nossa conta atingiu um total de US$7.00 para duas pessoas. Ficamos pasmos com a qualidade (e o preço) da comida.

Se tem uma coisa boa aqui em casa é que arriscamos muito e 90% das vezes nos damos muito bem. Não existe TripAdvisor ou blog de viagem que vai conseguir traçar cada bimboquinha pra te recomendar. Seja aventureiro e não tenha medo de provar algo num lugar onde você não fala a língua. O Mú e eu sempre acabamos descobrindo tesouros nessas investidas.

Vai encarar? Ninguém fala inglês, mas o menu fica pendurado na parede. É só apontar e rezar! Se você estiver se hospedando próximo as estações de Laoximen ou Yu garden, tem que passar lá! O mapa da mina é:

Henan Stretched Noodles
178 Penglai Rd, LaoXiMen, Huangpu Qu, Shanghai Shi, China, 200000
+86 21 6377 1756

Depois do lanche, o Mú havia traçado um roteiro rápido e prático pra nós, bem lógico e próximo do nosso hostel. Combinamos que se o dia estivesse molhado demais, e que se as coisas não estivessem prazerosas, poderíamos voltar rapidinho. Saímos de lá direto para o Cheng Huang Miao.
 

Cheng Huang Miao (o templo da cidade dos deuses)

 É incrível como esse cantinho da cidade te leva pra um outro planeta. É tudo típico da época da Dinastia Ming. O templo da cidade dos deuses é umas primeiras surpresas da pracinha principal e joga as expectativas lá em cima.

Neste pequeno mundo a parte que é Cheng Huang Miao, encontra-se mil lojinhas, casas de chá, e muitos dumplings, até um de beber o recheio no canudinho, recheado com carne e sopa! Existe toda uma técnica para conseguir beber o recheio sem ele vazar! Vale a pena experimentar tudo, então vá pra lá com fome!

Jardim Yu Yan

Entramos o Jardim Yu Yuan que também fica na mesma área. É impressionate a riqueza de detalhes do jardim. Os jardins japoneses são maravilhosos, mas os chineses da época da Dinastia Ming não deixam nada a desejar.

Nos perdemos um pouco pelo bairro, e que bom que foi. Desligue o GPS e guarde os mapas enquanto estiver por lá. É só deixar acontecer e apreciar a arquitetura típica, se emaranhando nas ruelinhas que revelam mais e mais belezas típicas da época. Fica fácil ter um dia maravilhoso dentro de um paraíso daqueles. O passeio pelo jardim iluminou a nossa tarde num dia molhado e chuvoso. Com sol e tempo ensolarado, deve ser ainda mais insuportavelmente fascinante.

Rua Nanjing

Saímos de lá na pernada usual, baita chuvarada e em 10 minutos estávamos na Rua Nanjing. Lá você pode encontrar lojas de marca e lojinhas baratíssimas com todo tipo de bugiganga a preços ultra baratos. Dá para negociar o preço de items em quase todas as lojinhas que não são de departamento, mas tome cuidado com os "negócios da China". 

O Bund

Saindo da Rua Nanjing, você dá direto na Praça do Povo, se você chegar lá com a luz do dia tem um parque bonitinho que você pode visitar. Se for mais tarde, você pode ir direto para o Bund (Wai Tan), de onde se tem uma das vistas mais surreais da cidade! Os prédios altíssimos do outro lado da margem do Rio Huangpu, em Lujiazui exibem letreiros luminosos com mensagens e propagandas super coloridas. Lá você encontra a torre mais alta de toda a China e uma das 3 mais altas do mundo, a Torre de TV Pérola Oriental. Ela se destoa de todos os outros prédios e tem um ar meio espacial! Muda de cor, brilha e pisca, só falta tocar música, abduzir todo mundo e sair voando😂 - Dá pra subir na torre, mas com o tempo fechado como estava, desistimos. Se não fosse a chuva e o frio, teríamos perdido horas assistindo as propagandas mudando e mostrando mensagens carinhosas e divertidas, especialmente esperando a mensagem do I ❤ Shanghai reaparecer novamente. 

Qibao

O passeio por Qibao marcou a nossa viagem e fechou com chave de ouro o nosso último passeio por Xangai. Em Qibao você tem a oportunidade de passear por ruelas tradicionais, de arquitetura antiga, com lojinhas que vendem as comidas mais malucas. Tem um canal fofo que corta a vilazinha, cheia de pontes e um dumpling e uma sopinha de peixe deliciosa.

Lá também você pode visitar o Templo Qibao, que deu o nome a vila. Foi o único templo estilo pagode que conseguimos entrar até agora. Vale mais a pena ainda se enveredar pela parte residencial de Qibao, onde moram os locais - do lado oposto ao templo.

Encontramos de tudo por lá, inclusive mais comida😁😋 pra variar 😂

Dá uma olhada nesse bolinho de abóbora.  Não custou nem R$1.00 cada um e foi a maior descoberta culinária do dia! Servido quentinho, tivemos que voltar e comer mais um antes de ir embora... Se enveredando pela parte residencial da vila você encontra dessas delícias

Dá uma olhada nesse bolinho de abóbora.  Não custou nem R$1.00 cada um e foi a maior descoberta culinária do dia! Servido quentinho, tivemos que voltar e comer mais um antes de ir embora... Se enveredando pela parte residencial da vila você encontra dessas delícias

Xangai tem comida barata, gente querida e ótimos passeios. Se você estiver disposto a passar 1 semana pela região, você pode pagar tours separados e passar 2 dias para conhecer Xangai, 2 dias para ir a Xian (dos guerreiros de terracota) e passar mais 2 dias em Chengdu abraçando os pandas 😍

Como todos precisamos de visto para entrar na China, seja organizado e compre tudo com antecedência. Falar inglês e saber comer de "pauzinho" ajuda e muito na hora de pesquisar as ofertas na Internet e se virar melhor nas bimbocas que a gente se arrisca a comer (e se dá bem 90% do tempo).

Nós perdemos a oportunidade de abraçar os pandas e ver os guerreiros de Xian em seu próprio habitat desta vez, mas demos uma passada rápida no Shanghai Zoo. Atrás de uma parede grande de vidro, pudemos assistir 2 pandas lindos comendo e dormindo (o que mais os ursos fazem num fim de tarde a -2C?😂).

Fazendo novos amigos

Fazendo novos amigos

O Zoológico de Xangai não foi uma experiência fantástica, já que era final de tarde, fazia muito frio e os animais já estavam se escondendo, por outro lado foi bom conhecer e ver como os animais que vivem ali tem espaço. Dá para passar o dia andando no Shanghai Zoo. De quebra até vimos uma família grande de Cangurus pela primeira vez. 

Agora que descobrimos mais sobre o processo de aplicação do visto Chinês, na próxima viagem vamos direto para Chengdu abraçar os pandas e visitar os Guerreiros de Xian em seu próprio habitat ...

Como o mundo é lindo!!!! 😍