Porque os asiáticos usam máscara cirúrgica pelas ruas?

Logo que chegamos no aeroporto Leonardo da Vinci em Roma começou o agrupamento dos japoneses vestindo máscaras cirúrgicas no lobby da companhia aérea... Como a maior parte dos asiáticos vestia uma dessas máscaras, nos chamou a atenção e começamos a debater sobre o motivo por trás do uso das máscaras.

Me lembro muito bem das reportagens da época em que a gripe aviária pegou nesta parte e do mundo, (juntamente com a poluíção avassaladora das grandes capitais - como a de Hong Kong) e da urgência em tentar conter a epidemia do H2NI na Ásia. O uso dessas máscaras veio também para proteger a população contra os gases nocivos sempre presentes nas grandes cidades chinesas. Com o passar dos meses, a gripe aviária foi contida por aqui, mas mesmo assim, uma vez que os japoneses ficam gripados ou se sentem ameaçados pelo contágio (principalmente no inverno), estas máscaras ressurgem com força total. 

As branquinhas cirúrgicas ainda são as mais usadas pela população, mas as rosinhas, as de bichinhos, e as de florzinhas e bolinhas, e mesmo as góticas (pretas) dão um ar descontraído no look dos japoneses (e sul coreanos, chineses, etc).

Além de ter se tornado um acessório indispensável durante os meses de possibilidade de contágio por qualquer vírus da gripe no inverno, para alguns, virou também parte da vestimenta (independentemente de qualquer epidemia). Hoje, as mulheres asiáticas também a utilizam para esconder o rosto sem maquiagem por exemplo, e/ou uma intervenção cirúrgica. Há quem diga ainda, que se o sul coreano(a) estiver de boné e máscara; ou é famoso, ou é pós operatório.

 Máscaras de diferentes materiais, formatos, cores, e fragrâncias!

Máscaras de diferentes materiais, formatos, cores, e fragrâncias!

Em Beijing, descobrimos que o uso das máscaras são de necessidade pública. Por conta da poluíção que afeta a qualidade do ar da cidade pelo menos uma vez por ano, principalmente na época do inverno, os problemas respiratórios na população que vive na cidade podem se potencializar com a falta do uso das máscaras, que neste caso, não são cirúrgicas e descartáveis, mas de pano grosso, laváveis e reutilizáveis. 

As máscaras também podem ser utilizadas como acessório, ou como proteção para esconder imperfeições na pele. O uso social das máscaras mudou com os anos, e ela pode estar sendo usada tanto para esconder uma espinha, uma gripe horrorosa, servir de proteção durante a limpeza da casa, ou até mesmo como escudo contra os gases poluentes como nos casos extremos de poluíção urbana, como o da cidade de Beijing.

Está cada vez mais difícil julgar qual é a verdadeira função das máscaras, principalmente quando avistamos máscaras tão divertidas e fofinhas por aí. De qualquer maneira, quando os "mascarados" não dão nenhuma fungadinha no trem, durante a viagem toda, já dá pra desconfiar que alguma coisa no ar tem... Ah, tem...