Série comidas... da Coréia do Sul

Na nossa opinião, a culinária Coreana é uma das mais completas e saudáveis. Se você ainda não provou, dá só uma olhada no que você está perdendo... Uma breve introdução as maravilhosas delícias que tivemos a oportunidade de experimentar!

 

Gyozas e bolinhos, muitos bolinhos

De cara, deu pra sentir uma influência Japonesa marcante na culinária coreana.  Eles têm o mesmo arroz carnaval (que só vem em bloco 😂), uma versão maravilhosa do gyoza (ou bolinho) de carne, de porco, de peixe, e diversos tipos de nigiris - aqueles enroladinhos de alga - incluindo um "mais moderno", que veio carregado de  maionese no meio. Eu e o Mu não fomos muito fãs deste último e acabamos deixando comida pra trás, coisa que raramente acontece. 

Que saudades dos bolinhos, caldos e das porções infinitas de kimchi na hora da refeição!

A dica é arriscar comer nos restaurantes pequenos, simples, de família; que você a princípio não daria nada! Para acertar na pedida, é só escolher um lugar que tenha outros coreanos comendo... Garantido, vai ser bom!
 

Mundo Matcha

Aqui os doces com matcha (chá verde) também são um sucesso, como no Japão. Croissants com recheio de creme de matcha, biscoitos, chocolates, a imaginação é o limite. O kitkat de chá verde é interessante, mas não bate os sorvetes. Esse croissant foi um dos doces mais gostosos que comi em Seul, você encontra fácil nas maiores padarias do centro. 

Até sorvete de yakult encontramos por aqui, achando que fosse sabor matcha (e não era), para depois descobrirmos que a galera é fã de matcha yakukt feito em casa! Se você ficou curioso, é só clicar no link matcha yakult e seguir a receita simples. Haja chá verde!
 

Churrasco Coreano (Gogigui)

Já falamos da nossa experiência com o famoso churrasquinho coreano e gostamos tanto que acabamos repetindo a dose, mas dessa vez em um restaurante mais barato, no bairro Hyehwa, na rua Daehak-ro 11 -gil, onde existem diversas opções. O lugar era tão bom que voltamos uma terceira e uma outra quarta vez para experimentar outros pratos.

  Churrasco coreano, o churras mais leve do mundo!

Churrasco coreano, o churras mais leve do mundo!

 

Bibimbap e companhia

 Nesse restaurante, comemos a melhor comida de Seul! Aqui a dona do restaurante é também a garçonete e a cozinheira. Esse fica na  Sajiki-ro , quase em frente do Gwanghwamun Palace.

Nesse restaurante, comemos a melhor comida de Seul! Aqui a dona do restaurante é também a garçonete e a cozinheira. Esse fica na Sajiki-ro, quase em frente do Gwanghwamun Palace.

É tudo multi colorido na Coréia. As roupas são coloridas, as pessoas, e é claro, a comida. A conserva é um método muito utilizado para estocar alimentos nos longos períodos de inverno e existem diversos tipos de conserva feitas com o mesmo ingrediente, mas que resultam em cores e sabores muito diferentes do mesmo alimento. 

Um dos pratos que mais adoramos é o famoso bibimbapbap significa arroz, e as cores do prato são uma homenagem ao oseak (as 5 cores principais da arte coreana), que evidenciam a crença coreana da harmonia. O prato não tem quase nenhum carboidrato nos acompanhamentos, e é sempre servido com muita salada e legumes, que oferecem o balanço perfeito de nutrientes necessários para a nossa saúde.

O nosso lance com o bibimbap - que em coreano significa "arroz misturado com outros tipos de alimentos" - é sério! Numa cumbuca, vem arroz carnavalesco na base, broto de feijão, molho de pimentão vermelho apimentado, cogumelo, espinafre cozido, um tipo de carne, cenoura ralada e abobrinha, com um ovão cru por cima... A cumbuca vem fervendo, quase queimando, e olhando bem para o bibimbap, ele se assemelha com uma flor toda colorida, por isso recebe também o nome de hwaban - flor que desabrocha no arroz. Assim que a sua cumbuca multicolorida chega, você deve misturar tudo meio rápido para não queimar o arroz, fazendo desaparecer o ovo cru (o miolo da hwaban) no meio da gororoba. E que gororoba boa😋! Comeria todos os dias se tivesse - e o Mu mergulharia na cumbuca se fosse grande o suficiente, de tanto que ele gosta!

 A semelhança do hwaban (ou bibimbap) com uma flor multicolorida

A semelhança do hwaban (ou bibimbap) com uma flor multicolorida

Acompanhando o bibimbap vem outros 6 pratinhos de guarnição. Uma sopinha deliciosa de caldinho ralo com broto de feijão e frango, o muk (uma gelatina marinada em ervas), ovo de codorna em conserva, mais vegetais verdes refogados, nabo em conserva (que tem variações de cor, amarela ou branca), e umas tirinhas que parecem gordura de porco à primeira vista, mas na verdade são uma tortinha de peixe, cortada em filetes. Esses acompanhamentos tem variações dependendo do que, e de onde você pede.


Kimchi

 Nesse restaurante, água e kimchi são a vontade!

Nesse restaurante, água e kimchi são a vontade!

Kimchi é uma conserva de acelga ou repolho marinado na pimenta, e fermentado... isso mesmo! Existem várias receitas de kimchi e não vamos discutir qual é a original, porque gostamos muito de todos os que provamos até hoje. Ele é servido como acompanhamento de quase todos os pratos na Coréia do Sul, fora as variedades de sopa de kimchi, gyoza, pizza, entre outros, e todos fazem muito sucesso!

A história do kimchi que conhecemos é datada em 1500 anos atrás. Apimentado que dá gosto, é um prato extremamente nutritivo, com bactérias saudáveis que ajudam no trato intestinal, e auxiliam no combate à infecções. Você sempre ganha um "chorinho" de kimchi se acabar logo com o primeiro pratinho - todo mundo ama, e nós também. O Mú gosta tanto que prometeu arrumar um repolhão para aprender a fazer kimchi pra família assim que tivemos o nosso canto de novo. Leia aqui um pouco mais sobre a incrível lista de benefícios que comer kimchi regularmente pode trazer.
 

Hoddeok

Quando saímos da estação para ver o Templo Bongeunsa, sentimos um cheirinho delicioso de açúcar com canela. Era um pão redondo de casquinha oca, e assim que demos a primeira mordida, conseguimos imediatamente sentir o gostinho da canela e açúcar polvilhado por dentro. O hoddeok é uma panquequa frita doce, também muito popular!

Compramos na rua por 1.00 won (cerca de 80 centavos de dólar). É bom demais!!! Se um dia vocês encontrarem um desses passeando por aí, comam mais um por mim!

 

Explore e arrisque!

Das comidas que não provamos, mas são super populares pelas ruas de Seul, não deixe de provar o Tteokbokki - uma comida coreana feita de bolinho de arroz, e bolinho de peixe regado num molho picante de pimenta vermelha adocicada. É vendido nas ruas como o nosso "cachorro quente" no Brasil, e em cada esquina tem um.

De difícil pronúncia o Doen Jang Jjidae é um ensopado feito com vegetais e frutos do mar, e a Samgyetang, é a famosa canja coreana. Samgyetang, que significa ginseng, é encontrada aos montes por aqui. O prato consiste da peça de frango inteira, ginseng, alho e arroz em um ensopadão.
 

Impressões Gerais

A culinária Sul Coreana é show! Ela juntou o melhor da comida japonesa; sem tantos elementos adocicados, com o melhor da chinesa; sem tanta fritura. Com isso produziu pratos mais leves, de igual colorido, mas com apresentação e sabores bem originais. É interessante como os pratos tem pouco carboidrato, por isso não "estufam". Mesmo depois de um super churrasco coreano (que a gente se empanturrava de carnes, saladas e acompanhamentos), saíamos tranquilos, sem achar que íamos explodir! Ficamos super fãs e repetimos a dose várias vezes!