Hostel em Seul? Não vai faltar!

O sistema de hostel de Seul foi infalível para nós; tem em todos os bairros, de todos preços e para todos os gostos.

Imagine você, que a princípio ficaríamos num Couch Surfing, mas acabou furando - queríamos chegar em um dia que não era conveniente para o dono da casa e a coisa desandou. Então logo de cara, conseguimos mais 2 duas noites no hostel onde estávamos em Itaewon - no Social House Hostel, mas como eles não tinham espaço para o final de semana, que são obviamente os dias mais caros e concorridos, nosso canto super relaxed em Itaewon não era mais uma opção. Aliás, o Social House é bem jovem, tranquilo e baratíssimo de dia de semana. Eles dão toalha, shampoo, creme de cabelo, sabonete, cama quentinha, confortável e cheirosa. Rola lavar a roupa (e o sabão em pó já é incluso no preço da hospedagem), e para finalizar você ainda pode comer e beber de graça lá. Tem de tudo, miojo (não podia faltar 😃), pão, geleia, nutella, chá e café na faixa. Fora ovos😋. O Social House nos custou US$8.00 por noite e se você estiver viajando super budget, da pra bater perna e sobreviver com bem pouco aqui em Seul.

Ambiente caótico e relaxado no Social House Hostel, em Itaewon

Resolvemos então, pelo booking.com, procurar um outro hotel em outra parte da cidade, pra mudar de ares. Os hostels na área de Hyehwa tinham ótimos preços, mesmo sendo final de semana e quarto privado. Resolvemos reservar o mais barato, o Windroad Hostel.  No sábado acordamos, arrumamos tudo e fomos direto pra lá. Acorda cedo, arruma mochila, pega metrô, sobe escada, desce escada, troca de linha... Você perde o dia na função... Finalmente, chegando lá, um senhor nos abriu a porta e logo veio uma Coreana dizendo que eles não haviam confirmado a nossa reserva e que portanto não tinha um quarto pra gente 😣. Não entendemos nada, mas ela disse que havia tentado nos contatar e como não tinha conseguido, decidiu passar o quarto pra frente. Disse ainda que sempre tem problema com Russos e Europeus que reservam e nunca aparecem, e nós pagamos o pato 😣

 A super vibe do Backpackers Inside

A super vibe do Backpackers Inside

Quando a mulher finalmente parou de falar e nos deixou pensar, no mesmo site encontramos o Backpackers Inside onde estamos agora, que era logo ao lado! Por sorte eles tinham o quarto privado por poucos wons (lê-se "uôns") de diferença. Aqui o esquema é mais internacional... Os donos são um casal da nossa idade e fizeram um super business desse hostel. Até as roupas de cama são bordadas com o logo do Backpackers Inside, e tem uma galera mais velha, e outros que vieram a trabalho também - outra vibe. Os miojões e a bagunça da galerinha do outro hostel sumiram, e de maneira bem diferente fomos também muito bem atendidos.

A maior vantagem da mudança de hostel foi ter um quarto só pra nós por duas noites. O nosso coleguinha de quarto no outro hostel era super vampirão, passava a madruga fora e depois dormia o dia todo, mas o mais engraçado mesmo é como a "mulecada" fica espantada quando contamos que somos casados, e a verdade é que nem parece que já passou tanto tempo assim desde que eu me espantava quando um casal jovem me dizia que já era casado...

Uma vez mochileiro, sempre mochileiro...
 

Backpackers INSIDE (Seul Hostel & Guesthouse & BnB)
5 Sungkyunkwan-ro 4-gil, Myeongnyun 2(i)ga, Jongno-gu, Seul, Coréia do Sul
Fone: +82 2-3672-1120

Social House - Hostel
16-2, Itaewon-ro 26-gil, Yongsan-gu, Seul, Coréia do Sul
Fone: +82 10-5201-5376